Sindacs » BAHIAtitle_li=INTERIORtitle_li=NACIONALtitle_li=NOTÍCIAS DO SINDACS » MANTER A MOBILIZAÇÃO NO DIA 5 DE DEZEMBRO E CONTINUAR EM ESTADO DE ALERTA
MANTER A MOBILIZAÇÃO NO DIA 5 DE DEZEMBRO E CONTINUAR EM ESTADO DE ALERTA

Greve Nacional - Corrigido (1)

Obedecendo a orientação da  CUT -Central Única dos Trabalhadores o SINDACS BAHIA decide acompanhar a orientação da nossa central reconhecendo que é muito importante manter o estado de mobilização pela não retirada de direito já conquistados.

SINDACS BAHIA SOMOS DE LUTA SOMOS FORTES 

 

NOTA DA CUT NACIONAL

MANTER A MOBILIZAÇÃO NO DIA 5 DE DEZEMBRO  E CONTINUAR EM ESTADO DE ALERTA

         A CUT considera fundamental manter a mobilização no dia 5 de dezembro contra a Reforma da Previdência, cuja votação foi adiada pelo governo, o que deve ser considerada uma vitória do movimento sindical e do movimento social. Atos e manifestações organizadas  pelas Estaduais e Ramos na capitais e principais cidades do interior  devem ser realizados no dia 5 como recado ao governo de que “se botar para votar, o Brasil vai parar”. O que foi suspensa pelas Centrais Sindicais foi a Greve Nacional (paralisação nos locais de trabalho) que estava prevista para o dia 5 e que será desencadeada se governo ilegítimo ousar colocar em votação uma reforma que é rejeitada pela maioria absoluta da população.

Da mesma forma, devem continuar as atividades de pressão sobre as bases dos parlamentares para que não votem a favor da reforma. Neste sentido, reiteramos a importância de serem realizadas as ações já programadas de panfletagem, manifestações em frente as suas residências, interpelação dos parlamentares em locais públicos, recepção nos aeroportos, denúncia dos deputados que fazem parte da base de apoio do governo e pretendem votar a favor da reforma, envio de mensagens para seus gabinetes, pressão sobre seus cabos eleitorais.

Mais do que nunca precisamos permanecer em estado de alerta, vigilantes e mobilizados para impedir a votação dessa nefasta Reforma  da Previdência que retira direitos fundamentais da classe trabalhadora.

DIREÇÃO CUT NACIONAL

Secretario Geral

COMPARTILHAR

 

Deixe uma resposta

Últimas notícias